FANDOM


Logo

Irmāo do Jorel (Jorel's Brother, nome internacional) é uma série de animação brasileira criada por Juliano Enrico, co-produzida pela Cartoon Network e Copa Studio. Originalmente a série foi vencedora de um pitching promovido pela Cartoon Network brasileira em 2009 para produção de novas animações nacionais.  Ela a princípio iria estrear em 2013 com apenas 13 episódios, porém sua estreia foi adiada para o ano seguinte completando uma temporada de 26 episódios. Sua estreia ocorreu no dia 22 de setembro de 2014 às 20h45, com o episódio O Fenomenal Capacete com Rodinhas. Na América Latina, estreou no dia 02 de fevereiro de 2015, com o mesmo episódio.

Sinopse Editar

A série mostra o cotidiano de uma família excêntrica e extravagante. O filho mais novo conhecido apenas pelo nome de "Irmão do Jorel" é ofuscado pela fama e popularidade de seu irmão mais velho Jorel. Junto de sua família composta por seus dois irmãos mais velhos, seu pai, sua mãe, suas duas avós e seu cachorro eles vivem situações típicas de uma família da América Latina ambientado num clima da década de 80.

ProduçãoEditar

DesenvolvimentoEditar

De acordo com o criador da série, Juliano Enrico, o desenho Irmão do Jorel começou a ser desenvolvido em 2002 como uma história em quadrinhos, na época em que ele desenhava tirinhas para a "Revista Quase", e em 2006 os quadrinhos ganharam uma coluna atualizada semanalmente no site da revista. Para criar os personagens, Enrico se inspirou em fotos da sua própria família, embora afirme que não se trata de uma série autobiográfica.4 Em 2009, Enrico se inscreveu em um concurso do Cartoon Network para a produção de um piloto da série animada. O projeto faturou um prêmio de desenvolvimento no valor de US$ 20 mil, em 2012, durante o Fórum Brasil de Televisão. O primeiro piloto da série foi desenvolvido com a Copa Studio.
Em 11 de junho de 2012, a série Irmão do Jorel começou sua produção. A primeira promo da série foi exibida no Cartoon Network Brasil em 4 de agosto de 20146 e sua estreia oficial aconteceu em 22 de setembro de 2014.

RecepçãoEditar

A série foi a mais assistida por crianças entre as faixas de 4-11 anos de idade durante o mês de outubro de 2014.

O inícioEditar

InspiraçõesEditar

Os personagens e outros elementos da série começaram a ser desenvolvidos em 2002, inspirados em fotos antigas dos anos 80 e 90 da família do criador da série, Juliano Enrico, e a partir delas, ele começou a desenvolver tirinhas em quadrinhos com estes personagens. Em 2006 ele começou a divulgar em seu blog, os primeiros rascunhos dos personagens (sendo que alguns deles ainda não tinham os nomes oficiais, que foram usados na série animada), e ao mesmo tempo seus quadrinhos ganharam uma coluna semanal no site da "Revista Quase", onde ele trabalhava como desenhista.
O protagonista "Irmão do Jorel", teve o visual inspirado em fotos de infância do criador da série, além do fato dele ter um irmão que é muito mais popular que ele, coisa que também aconteceu na infância de Juliano. O desenho tem ainda várias citações e elementos inspirados em coisas dos anos 80 e 90, como algumas referências à revolução e à ditadura militar, e coisas como a "Caneta de 250 cores" (paródia da "caneta de 10 cores", popular nos anos 80 e 90), paródias de Os Cavaleiros do Zodíaco, e do ator Steven Seagal (chamado na série de "Steve Magal"). Outras coisas da série em que Juliano Enrico se inspirou, são o cachorro da família, Tosh (inspirado em um cão de estimação real, mas que lembra também um pouco o "cão-dragão" voador do filme "A História sem Fim"), os patos de estimação da Vovó Juju (que foram inspirados em uma criação de patos que sua avó tinha no quintal), e a fantasia do lutador "Homem-Galinha" (inspirada também em uma foto onde ele vestia um traje semelhante).

Adaptação para o público infantilEditar

Para a série de animação ser exibida no Cartoon Network, que é mais voltado para o público infantil, algumas mudanças tiveram de ser feitas no visual que os personagens tinham nas tirinhas originais. A vovó Gigi, nas primeiras aparições nos quadrinhos tinha sempre um cigarro na boca, mas na animação ela passou a ter um pirulito verde. Além disso, o design dos personagens, que era mais "escrachado" nas tirinhas, ganhou uma aparência e um traço mais "limpo" e bem desenhado, mais adequado para o público infantil.

VozesEditar

As vozes dos personagens foram gravadas no estúdio "Ultrassom", o mesmo estúdio onde são gravadas as vozes da série animada do "Sítio do Picapau Amarelo". A diretora das gravações é a dubladora Melissa Garcia (que também dirige as gravações das vozes da animação do Sítio) e faz as vozes da "Vovó Juju", da "Lara", e da "Ana Catarina". O dublador César Marchetti, que na série "Irmão do Jorel" faz as vozes do "Seu Edson", do "Danúbio" e da "Diretora Lola", também participa das gravações de vozes do Sítio, na voz do Visconde de Sabugosa, juntamente com Hugo Picchi, que também faz a voz do porco Rabicó.

AberturaEditar

VozesEditar

CuriosidadesEditar

  • Foi postada no fotolog uma versão muito primitiva da série, na época que era apenas uma série de quadrinhos, foi mostrado que Irmão do Jorel era pra ter uma boca maior, Jorel não usaria a faixa em sua cabeça, Nico era um jovem metaleiro com dente quebrado semi-alcoólatra chamado Federico, e também, Seu Edson era muito diferente e se chamava Seu Tadeu, além de uma mulher desconhecida era pra estar na família. Também não existia a Vovó Juju. [1]
    • Quando Vovó Juju foi adicionada, ela parecia mais velha. [2]
  • Todos os episódios duram 11 minutos.
  • Na 2ª temporada, vários personagens foram redesenhados. Além disso, as multidões não são mais desenhadas como parte do fundo, e sim como personagens individuais.

Referências Editar

  1. http://www.fotolog.com/irmao_de_jorel/9149124/
  2. http://anmtv.xpg.uol.com.br/wp-content/uploads/jorel-anmtv-cartoon-network.jpg